clicRBS
Nova busca - outros

Notícias

Conteúdo: floripatequerobem  | 26/04/2012 23h15min

O que é o Movimento Floripa Te Quero Bem?

O Movimento Floripa Te Quero Bem surge para mobilizar diversos segmentos da sociedade para construir e se comprometer com uma agenda que contribua para tornar Florianópolis uma cidade mais solidária e sustentável.

Antecendentes

> Declaração do Guga Kuerten
A partir da mobilização gerada pela declaração do Guga Kuerten sobre os problemas de Florianópolis, o Grupo RBS decidiu elaborar uma bandeira institucional chamada Floripa Te Quero Bem para informar e mobilizar cidadãos e gestores públicos na busca de soluções para a cidade em três grandes áreas: mobilidade urbana, segurança e planejamento.

> Sociedade civil organizada e formação de um Comitê de Coordenação
Paralelamente o Grupo RBS convidou três organizações não governamentais: Instituto Comunitário Grande Florianópolis (ICom), Instituto Guga Kuerten (IGK) e o Instituto Padre Vilson Groh (IGV) para discutir ações de campo  a fim de gerar resultados a partir da campanha. Posteriormente, no dia 1º de fevereiro de 2012 foi formado um comitê de coordenação do Movimento Floripa Te Quero Bem, composto pelas três organizações não governamentais e o Grupo RBS.

> Painel RBS
Em novembro de 2011 o Grupo RBS realizou um Painel RBS para lançamento da campanha e envolvimento de formadores de opinião dos setores público, privado e da sociedade civil. Desenvolveu peças para a campanha e criou um site que contém indicadores e estudos sobre a cidade.

> Visita da REDE NOSSA SAO PAULO e PROGRAMA CIDADES SUSTENTAVEIS
No inicio de dezembro o ICom trouxe a Florianópolis o diretor executivo da REDE NOSSA SAO PAULO e do PROGRAMA CIDADES SUSTENTAVEIS, movimentos tomados como referência para o ‘Floripa Te Quero Bem’. O ICom participa desde 2008 da Rede Social Brasileira por Cidades Justas e Sustentáveis.


Atuação e Objetivos do Movimento Floripa Te Quero Bem

O Movimento Floripa Te Quero Bem decidiu começar seu trabalho estabelecendo um programa de indicadores e metas consistente, que sirva de base para as demais atividades.

Os principais objetivos para o primeiro semestre de 2012 são 02:

1) Aprovar uma emenda à lei orgânica do município que garanta que o prefeito da cidade desenvolverá um plano de metas claro e transparente, que deve ser avaliado e compartilhado com a população a cada semestre. Esta emenda já foi aprovada em 26 municípios Brasileiros, e o Movimento ‘Floripa Te Quero Bem’ a está usando como modelo. Para conhecer esta emenda: http://www.nossasaopaulo.org.br/portal/emenda

2) Elaborar o documento “Subsídios para Construção do Plano de Metas para Florianópolis”, que será entregue aos candidatos a Prefeito, contendo:

a) Diagnóstico dos principais desafios da cidade com base nos indicadores existentes do Programa Cidades Sustentáveis: http://www.cidadessustentaveis.org.br/indicador;
b) Mapeamento dos projetos existentes, oriundos de diversos grupos da cidade, que buscam a melhoria da qualidade de vida no município.

Os critérios para seleção dos projetos que vão para o documento são:
1. Potencial de impacto do projeto
• Público-alvo & stakeholders: quantidade e geografia da população envolvida
• Metas relacionadas aos desafios identificados
2. Credibilidade e capacidade técnica do proponente do projeto
• Equipe que construiu o projeto é composta por especialistas da área
• O proponente do projeto pode ter qualquer forma jurídica, apenas a natureza do projeto deve ser de  interesse público, sem fins lucrativos
• Justificativa do projeto consistente com base numa pesquisa de diagnóstico
3. Viabilidade comprovada por meio de um orçamento e estratégia de financiamento
4. Adesão da sociedade civil no projeto (número de organizações envolvidas)

No início do segundo semestre de 2012, o comitê de coordenação avaliará os resultados gerados e definirá as próximas estratégias de atuação e objetivos. Será prioridade a educação e conscientização da sociedade para o acompanhamento das metas propostas pelos prefeitos, e execução de uma ação de campo que traga resultados concretos.

O Comitê Consultivo

Além do comitê de coordenação, faz-se necessário um comitê consultivo composto por organizações e indivíduos da sociedade civil, que atuam na melhoria da cidade e que possuam expertises complementares, fundamentais para enriquecer o documento “Subsídios para Construção do Plano de Metas para Florianópolis”.

O Comitê Consultivo tem o papel de refletir sobre os desafios da cidade, acordando sobre a materialidade da informação e sua importância para o município. O Comitê Consultivo validará e assinará o documento final “Subsídios para Construção do Plano de Metas para Florianópolis”, e será acionado sob demanda dos trabalhos de levantamento técnico.

A Consultoria Técnica

A consultoria Delos Associados  foi contratada para a confecção deste documento de subsídios. Este processo consiste na pesquisa, apresentação dos dados e discussão com o comitê consultivo para validação e elaboração do documento final.

Daniel Conzi / Agencia RBS

Tudo começou com a declaração do Guga Kuerten sobre os problemas de Florianópolis
Foto:  Daniel Conzi  /  Agencia RBS


Comente esta matéria

_________________________________

Folheie o caderno lançado pelos jornais do Grupo RBS




_________________________________

Entidades sociais


Conheça algumas ONGs e OCIPs que lutam pela melhoria de Florianópolis


Grupo RBS  Dúvidas Frequentes | Fale Conosco | Anuncie | Trabalhe no Grupo RBS - © 2011 clicRBS.com.br • Todos os direitos reservados.