clicRBS
Nova busca - outros

Notícias

Mercado  | 30/07/2009 09h03min

Apesar da parceria, Yahoo! e Microsoft ainda não devem superar Google

Empresas controlarão 28% das buscas na rede nos Estados Unidos, ainda bastante atrás do líder absoluto

Microsoft e Yahoo! anunciaram nesta quarta uma aliança com que nasce um novo gigante de buscas na internet, já batizado pela imprensa americana de "Microhoo", mas que ainda deve ficar atrás do líder do setor, o Google. Foram necessárias várias tentativas, além da passagem de três executivos-chefes pela Yahoo!, para que fosse possível um acordo que garantisse a sobrevivência econômica do portal e permitisse à Microsoft tornar rentável seu novo buscador, o Bing.

Segundo os detalhes da aliança, a Microsoft proporcionará a tecnologia para buscas na internet nas páginas do Yahoo!, recebendo assim um maior número de consultas que na atualidade.

A Yahoo!, por sua vez, obterá durante os cinco primeiros anos do acordo 88% da receita publicitária gerada pelas buscas on-line.

A companhia calcula que isso permitirá elevar o lucro operacional em US$ 500 milhões anuais e economizar US$ 275 milhões ao ano, uma vez que a Yahoo! não terá que investir em nova tecnologia para seus serviços de buscas.

Juntas, Microsoft e Yahoo! controlarão 28% das buscas na rede nos Estados Unidos, ainda bastante atrás do líder absoluto, Google, que monopoliza dois terços do mercado.

A aliança proporciona à Yahoo! um grande alívio financeiro, após anos de dificuldades e perda de fração de mercado, uma situação agravada após o fracasso da oferta de compra da Microsoft no início de 2008.

A Yahoo! poderá se concentrar a partir de agora em se tornar um fornecedor de conteúdos na internet, estratégia defendida por sua nova executiva-chefe, Carol Bartz.

No entanto, a Yahoo! não receberá nenhum pagamento em dinheiro por parte da gigante do software e a concessão de seu negócio de buscas, um dos dois pilares de suas receita, suporá a perda de um grande gerador de empregos.

Carol Bartz, à frente do Yahoo! desde janeiro, precisou de apenas de seis meses para tornar a aliança realidade.

"Este acordo chega com um enorme valor para a Yahoo!, nossos usuários e a indústria e acho que estabelece a base para uma nova era de inovação e desenvolvimento na internet", disse a executiva em comunicado.

No entanto, ainda serão precisos alguns meses para que a ferramenta de buscas Bing apareça nas páginas do Yahoo!. A cooperação não será efetiva até 2010 e os detalhes podem demorar até dois anos para se concretizarem totalmente.

Os analistas também não descartam alguma reação por parte da Google que, embora não perderá sua liderança, enfrenta agora um concorrente mais sério.

– Sempre houve uma grande concorrência na internet e, segundo, nossa experiência, é algo muito propício para os usuários. Estamos interessados em saber mais sobre essa aliança – disse à imprensa americana um porta-voz da Google.

AGÊNCIA EFE
 
SHOPPING
  • Sem registros
Compare ofertas de produtos na Internet

Grupo RBS  Dúvidas Frequentes | Fale Conosco | Anuncie | Trabalhe no Grupo RBS - © 2020 clicRBS.com.br • Todos os direitos reservados.