clicRBS
Nova busca - outros

Indicadores Econômicos

Página inicial > Glossário

Glossário

M

MACD (Moving Average Convergence/Divergence)
Este indicador técnico é calculado subtraindo-se o valor de duas médias móveis: de 26 dias e de 12 dias. O MACD indica a diferença entre as expectativas de curto e de longo prazo.
Malwares
Programas que prejudicam o sistema do usuário ou instalam softwares maliciosos sem o seu consentimento, como vírus.
Marcação a mercado
Marcar a mercado um ativo financeiro consiste em atualizar, diariamente, o valor dos respectivos títulos tomando-se como referência o preço de negociação no mercado secundário. Entretanto, em decorrência de fatores históricos e macroeconômicos, o mercado secundário de títulos brasileiros apresenta baixa liquidez. Assim, a formação dos preços para efeito de marcação a mercado se dá através de expectativas dos agentes econômicos relativas a: taxas de juros atuais e futuras, taxas de inflação, comportamento da taxa de câmbio (dólar futuro), expectativas quanto às reformas previdenciárias, fiscal, entre outros fatores de ordem política e variáveis macroeconômicas.
Margem
Montante, fixado pelas bolsas de valores, a ser depositado em dinheiro, títulos ou valores mobiliários, pelo cliente que efetua uma compra ou uma venda a termo ou a futuro, ou um lançamento a descoberto de opções.
Margem bruta
Diferença entre o preço de venda e os custos envolvidos na fabricação de um produto. Esse indicador é uma medida de eficiência na produção.
Margem líquida
Diferença entre o preço do produto e todos os custos e despesas envolvidos na fabricação.
Maxidesvalorização
É a desvalorização drástica de uma moeda.
Máximo
Cotação mais alta alcançada pelo papel ao longo do dia, até o momento da consulta.
Médio
Média das cotações do papel ao longo dia, ponderada pelo volume financeiro negociado.
Mega Bolsa
É um sistema de negociação da Bovespa, que engloba o pregão viva voz e os terminais remotos. Visa a ampliar a capacidade de registro de ofertas e realização de negócios em um ambiente tecnologicamente avançado.
Meios de pagamento
Conceito restrito de moeda (M1). Representa o volume de recursos prontamente disponíveis para o pagamento de bens e serviços. Inclui o papel-moeda em poder do público, isto é, as cédulas e moedas metálicas detidas pelos indivíduos e empresas não financeiras e, ainda, os seus depósitos à vista efetivamente movimentáveis por cheques. Com a redução da inflação, a partir da introdução do real, ocorreu forte crescimento dos meios de pagamento no conceito restrito, processo esse conhecido como remonetização, resultante da recuperação da credibilidade da moeda nacional.
Memória RAM (Random Access Memory)
É a memória de trabalho de um computador, na qual são carregados todos os programas e dados usados. É volátil, ou seja, seu conteúdo é perdido uma vez que a máquina seja desligada.
Memória ROM (Read Only Memory)
É a memória só de leitura de um computador. Isso significa que as suas informações são gravadas pelo fabricante uma única vez e após isso não podem ser alteradas ou apagadas, somente acessadas.
Mercado a termo
Mercado onde se processam as operações para liquidação diferida, em geral após 30, 60 ou 90 dias da data de realização do negócio.
Mercado à vista
Mercado onde a liquidação física ? entrega dos títulos pelo vendedor ? se processa no segundo dia após a realização do negócio em pregão, e a liquidação financeira ? pagamento dos títulos pelo comprador ? se dá no terceiro dia útil, posterior à negociação, somente mediante à efetiva liquidação física.
Mercado aberto
Também conhecido por mercado secundário, é onde são negociados títulos públicos já emitidos.
Mercado de ações
Segmento do mercado de capitais que compreende a colocação primária em mercado de ações novas emitidas pelas empresas e a negociação secundária ? em bolsas de valores e no mercado de balcão ? das ações já colocadas em circulação.
Mercado de balcão
Mercado no qual as operações não são registradas em bolsas. Também chamado de tailor made ou customizadas, por atenderem especificações dos clientes, esse mercado abrage negociações de ativos.
Mercado de balcão não organizado
Mercado de compra e venda de ativos sem a coordenação de uma bolsa de valores, no qual as transações são normalmente conduzidas pelo telefone. São negociadas ações de empresas não registradas em bolsas de valores e outras espécies de títulos. Participam deste mercado corretoras, distribuidoras, alguns bancos e pessoas físicas.
Mercado de balcão organizado
Também chamado de Sociedade Operadora de Mercado Aberto (Soma), é composto por empresas que pretendem mais tarde ter suas ações negociadas nas bolsas de valores. Apresenta como vantagens principais menor custo e menores exigências.
Mercado de capitais
Conjunto de operações de transferência de recursos financeiros de prazo médio, longo ou indefinido, efetuadas entre agentes poupadores e investidores, através de intermediários financeiros.
Mercado de opções
Mercado onde são negociados direitos de compra ou venda de um lote de valores mobiliários, com preços e prazos de exercícios pré-estabelecidos contratualmente. Por esses direitos, o titular de uma opção de compra paga um prêmio, podendo exercê-los até a data de vencimento da mesma ou revendê-los ao mercado. O titular de uma opção de venda paga um prêmio e pode exercer sua opção apenas na data de vencimento, ou pode revendê-la no mercado durante o período de validade da opção.
Mercado financeiro
É o mercado voltado para a transferência de recursos entre os agentes econômicos. No mercado financeiro são efetudas transações com títulos de prazos médios, longos e indeterminado, geralmente dirigidas ao financiamento dos capitais de giro e fixo.
Mercado fracionário
Mercado fracionário é aquele onde são negociados quantidade de ações que não chegam a completar um lote-padrão do papel. Por exemplo, um papel é negociado em lote-padrão de mil ações. Se for de interesse comprar ou vender 10 mil ações, sua ordem será negociada no mercado inteiro, mas se o desejo for negociar 4,5 mil, 4 mil ações serão negociados no mercado inteiro e as 500 ações restantes, que não chegam a formar um lote-padrão serão negociadas no mercado fracionário.
Mercado futuro
Mercado onde são realizadas operações envolvendo lotes padronizados de commodities ou ativos financeiros, para liquidação em datas prefixadas.
Mercado integral
Mercado integral é aquele onde são negociados lotes-padrões do papel. Por exemplo, um papel é negociado em lotes de mil ações. Se for de interesse comprar ou vender 10 mil, sua ordem será negociada no mercado inteiro, mas se o desejo for negociar 4,5 mil, 4 mil ações serão negociados no mercado inteiro e as 500 ações restantes, que não chegam a formar um lote-padrão serão negociadas no mercado fracionário.
Mercado primário
Onde ocorre a colocação de ações ou outros títulos, provenientes de novas emissões. As empresas recorrem ao mercado primário para completar os recursos de que necessitam, visando ao financiamento de seus projetos de expansão ou seu emprego em outras atividades.
Mercado secundário
Onde ocorre a negociação dos títulos adquiridos no mercado primário, proporcionando a liquidez necessária.
Mercosul
O Mercado Comum Sul Americano é a associação formada entre Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai com o objetivo de fortalecer estes países, aumentando a integração entre eles e unificando suas políticas setorial e macroeconômica.
Merval
Desde 27 de novembro de 2000, o índice MerVal, que concentrava os principais papéis negociados em bolsa, foi dividido e os investidores passaram a ter um novo indicador ? o Merval Argentino (MAR, sigla que aparecerá nos terminais) ? para medir a evolução do mercado de renda variável de empresas argentinas. O novo índice englobará papéis de 17 companhias constituídas exclusivamente no país, embora possam estar controladas por multinacionais.
Meta
Segmento de negociação eletrônica da Bovespa, apoiado no estabelecimento de preço base de negociação uma vez ao dia e na atuação do promotor de negócios, que é uma pessoa jurídica, indicada pela empresa, que assume o compromisso de registrar diariamente ofertas firmes de compra e venda para o papel no qual se registrou, de acordo com normas regulamentares determinadas pela Bovespa.
Mínimo
Cotação mais baixa alcançada pelo papel ao longo do dia, até o momento da consulta.
Modem
O nome vem de modulador. É um dispositivo eletrônico que modula um sinal digital em uma onda analógica, pronta para ser transmitida pela linha telefônica. Ou seja, o modem converte as informações do computador para que elas possam trafegar pela linha telefônica.
Moderado
Designação dos fundos de investimento que buscam obter uma rentabilidade média do mercado. Para isso, os recursos são investidos em ativos de médio risco. Também usado para designar um tipo de perfil de investidor que prefere esse tipo de fundo. Situação intermediária entre o conservador e o agressivo.
Moeda de privatização
Títulos usualmente negociados com deságio e que são aceitos pelo governo brasileiro nas privatizações.
Moeda podre
Títulos de dívida que são negociados no mercado com deságio devido à dúvida sobre a capacidade do emissor em efetuar o pagamento no vencimento.
Monopólio
Forma de organização do mercado em que uma empresa domina a oferta de um determinado produto ou serviço que não pode ser substituído. A legislação da maioria dos países proíbe o monopólio, com exceção dos exercidos pelo Estado, geralmente em produtos e serviços estratégicos.
Moratória
Prorrogação de prazo solicitado pelo devedor, ou concedido pelo credor, para pagamento de uma dívida.
MP3
Tipo de arquivo capaz de comprimir áudio com eficiência sem perda substancial de qualidade.
MSCI (Morgan Stanley Capital International)
Índice criado pela Morgan Stanley para acompanhar o desempenho das bolsas de valores. Para medir o comportamento das bolsas brasileiras, existe o MSCI-Brasil.
Mutualismo
Reunião de um grupo de pessoas, com interesses seguráveis comuns, que concorrem para a formação de uma massa econômica com a finalidade de suprir, em determinado momento, necessidades eventuais de algumas daquelas pessoas.
Grupo RBS