clicRBS
Nova busca - outros

Notícias

Guia de Praias SC  | 27/01/2012 10h10min

Do chique ao brega: confira alguns micos protagonizados pelos novos ricos neste verão

Jogar champanha fora e atirar aviãozinho de dinheiro estão na lista de atitudes

Mauren Rigo  |  mauren.rigo@diario.com.br

Uma festa na laje, regada a cerveja barata, churrasquinho e pagode tem um tom meio brega. Mas uma balada de rico pode ter elementos tão cafonas quanto a farofada de pobre. Conversando com gente que trabalha e convive com o público VIP, descobrimos que algumas atitudes, digamos, exageradas são protagonizadas, geralmente, pelos novos ricos (e também por gente sem noção!).  

É gente que goza dos prazeres do dinheiro há pouco tempo ou que economiza o ano inteiro para torrar tudo no verão. Claro que cada um gasta a própria grana do jeito que achar melhor (não estamos aqui para julgar ninguém!). Feliz de quem vive sem medo de o cartão de crédito ser recusado a cada jantar. Mas para um dos concierges (profissional que dá consultoria a turistas endinheirados) ouvidos pela Revista de Verão, dá para identificar um novo rico por algumas atitudes. 

— Vemos muita gente que está bem de vida há pouco tempo sendo arrogante com empregados e seguranças e até desperdiçando dinheiro. O "velho" rico não exagera, é mais discreto e não gasta R$ 50 mil em uma única noite — conta.

Pela internet, bombou o vídeo de um abonado rasgando uma nota de R$ 20 em um parador de Jurerê Internacional, em Floripa. O cara concorre a "rei da cafonice". Nada mais fora de moda do que atitudes só para chamar a atenção. Confira as piores:

1. Diga-me com quem andas e...

Quem quer abafar sempre anda com uma piriguete a tiracolo. A mulherada - bonita e com o corpo impecável - fica horas de pé sobre o salto, capricha na maquiagem e arrasa no cabeleireiro. A única coisa que elas economizam é o pano. Para que roupa se existe biquíni, não é? Os homens ricos também estão diferentes. Em uma volta por beach clubs, há muitos rapazes com o corpo bombado demais (nada contra, se não for exagero), de sunga (depende do corpo) e com o cravejado correntão dourado (tudo contra!).

2. Guerra de champanha

Avistou alguém jogando champanha fora? Deve ser um novo rico. Ele chama a atenção por descarregar litros de Dom Pérignon em quem estiver por perto. A pessoa pensa que é engraçado, mas, geralmente, as mulheres que estão do lado detestam. A bebida destrói os cabelos com chapinha, molha o vestido e ainda estraga a maquiagem. Pior ainda se não houver um banheiro próximo para tirar o "grude" que fica o corpo. O rico elegante bebe devagar e consegue abrir o champanha sem fazer alarde.

3. Pé na tábua

O novo rico adora exibir seu carrão correndo pelas ruas. Geralmente, ele pisa no acelerador do Lamborghini até em trechos curtos, perigosos ou com fluxo intenso de pedestres. Em Jurerê Internacional, por exemplo, é fácil encontrar as "naves" passando a jato, mesmo com uma lombada a cada esquina. O rico gosta do carrão e costuma parar na faixa com educação.

4. Bancando o Sílvio Santos

Não pense que o novo rico é mesquinho. Muito pelo contrário. Ele adora bancar noitadas até para quem não conhece.O mico aparece quando ele resolve desafiar o carinha do camarote ao lado ou o outro hóspede que está na piscina do hotel só para ver quem é mais rico. Essa atitude é mais comum do que se imagina, mas ofende quem rala o dia todo só para colocar comida na mesa. No Il Campanario, em Jurerê, um homem voltou da balada e começou a gritar no hall do resort: "Quem quer dinheiro?". Segundo testemunhas, ele jogou algumas notas para cima. Quando a grana acabou, o cara ofereceu até o cartão de crédito para quem estava por perto. Haja coroa para tanta cafonice!

Lucas de Abreu / Ilustração

Só no aumentativo: carrão, correntão, mulherão...
Foto:  Lucas de Abreu  /  Ilustração


Comente esta matéria

Mais Notícias

Guia de Praias SC  21/09/2012 14h53min
Seis orcas são avistadas na Guarda do Embaú, litoral de Santa Catarina

Grupo RBS  Dúvidas Frequentes | Fale Conosco | Anuncie | Trabalhe no Grupo RBS - © 2011 clicRBS.com.br • Todos os direitos reservados.