clicRBS
Nova busca - outros

Notícias

 | 18/04/2008 13h19min

Seis anos de proteção contra o HPV

Estudo comprova duração da vacina que evita o câncer de colo de útero

Estudo divulgado nesta terça-feira pelo laboratório GlaxoSmithkline (GSK) mostra que sua nova vacina contra o câncer do colo do útero protege as mulheres por cerca de seis anos e meio após a primeira dose. Em fevereiro, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) concedeu o registro para comercialização da vacina no Brasil. A primeira deste tipo chegou ao país em 2006, pela Merck & Co com o nome de Gardasil.

Segundo a GlaxoSmithKline (GSK), a vacina previne contra os quatro tipos mais comuns de papilomavirus humano (HPV), envolvidos na origem do tumor. De acordo com a pesquisa, a vacina demonstrou ainda 100% de eficácia na prevenção das lesões pré-cancerosas devidas aos tipos virais causadores de câncer 16 e 18, e também ofereceu proteção considerável contra infecção causada pelos tipos virais 31 e 45.

"As mulheres permanecem sob o risco de infecções por tipos virais causadores de câncer enquanto estão sexualmente ativas"

- Os resultados deste estudo são importantes porque as mulheres permanecem sob o risco de infecções por tipos virais causadores de câncer enquanto estão sexualmente ativas, e uma proteção durável será um componente essencial de uma estratégia de vacinação de sucesso - diz James Tursi, diretor de assuntos médicos da GSK para América do Norte.

A vacina não substitui, no entanto, o exame preventivo papanicolau, alertam médicos. O câncer do colo do útero é a segunda maior causa de mortes por câncer entre mulheres, perdendo apenas para o câncer de mama.

A GlaxoSmithKline inicia agora na Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED) o processo que define o preço da vacina no mercado. O passo seguinte é a comercialização do produto, indicado para mulheres com idade de 10 a 25 anos, que não foram expostas ao HPV - ou seja, que não iniciaram sua vida sexual. Nada impede, entretanto, que, no futuro, a vacina seja também recomendada a mulheres sexualmente ativas.

AGÊNCIA GLOBO
Flávio Neves / 

Vacina contra o HPV é eficaz por até seis anos
Foto:  Flávio Neves


Veja mais em Saúde e Beleza
Comente esta matéria

Notícias Relacionadas

22/04/2008 15h49min
Pés bonitos e saudáveis também no inverno
 
SHOPPING
  • Sem registros
Compare ofertas de produtos na Internet

Grupo RBS  Dúvidas Frequentes | Fale Conosco | Anuncie | Trabalhe no Grupo RBS - © 2022 clicRBS.com.br • Todos os direitos reservados.