clicRBS
Nova busca - outros
Chat
Digite seu apelido:

Escolha a sala:
Tempo
Porto Alegre Veja outras cidades
Previsão para: 22/10
Máxima:26º C Mínima:12º C Umidade:25%
Temperatura Agora 16.2º C
Enquete
Enquete
Notícias

 | 14/11/2007 08h59min

Corrida de bois motiva investigações no Ministério Público gaúcho

Competição realizada aos domingos será investigada por crime ambiental e contravenção

O Ministério Público Estadual abriu inquérito para investigar maus-tratos a animais durante uma competição conhecida por "corrida de bois de canga" ou "carreira de bois", realizada aos domingos no município de Vale Verde, no Vale do Rio Pardo.

Documentadas por Zero Hora, as imagens dos flagrantes também foram mostradas ontem pelo Jornal do Almoço da RBS TV. Para estimular os animais a fazerem força, homens usavam pedaços de pau com pregos nas pontas, que eram fincados nas paletas dos bichos.

No último domingo, a competição ocorreu na propriedade da família do prefeito da cidade, Emir Rosa da Silva, que assistiu à disputa. Pessoas se reuniram ao redor da "cancha" antes de os bois se enfrentarem.

Um grupo organizava apostas em dinheiro. O clima era de animação. Numa área de cerca de cem metros quadrados, um poste fixado ao solo sustentava uma junta de bois que servia para firmar os dois animais que participavam da disputa - eles foram colocados em uma canga, estrutura de madeira utilizada para unir dois animais usados na tração de carroças ou para arar a terra.

– Vamos, "briga"! – gritou um dos organizadores, iniciando a corrida.

Na disputa, vence aquele que conseguir superar o outro em força, durante 45 segundos. Geralmente, o perdedor se entrega, caindo ao solo. Em meio a gritos eufóricos da platéia, o animal derrotado na corrida de Vale Verde chegou a sangrar, após ser espetado várias vezes com um porrete. Mas não conseguiu retomar as forças.

Em seguida, o touro foi levado para pastar. De acordo com um criador, a comida aos bichos é limitada, para que eles tenham agilidade. Para isso, são usadas focinheiras de arame, que impedem a abertura da boca.

Depois de assistir às imagens exibidas pela RBS TV, a promotora de Taquari, Andréa Almeida Barros, que até ontem respondia por Vale Verde, disse que será investigada a prática de crime ambiental e contravenção penal.

– Fico indignada com a malvadeza que os homens fazem com os animais, que são totalmente irracionais – disse a promotora.

O prefeito de Vale Verde confirmou que assistiu à disputa, mas garante que não percebeu a prática de maus-tratos. Ele disse que a competição serve para divertir a comunidade. Informa ainda que vai se reunir com a associação que organiza as corridas e informar o que está acontecendo.

Giovani Grizotti

RBS TV

Comentários

claudete

Cadeia , é pouco para os mostros "racionais" mediocres ,deveriam serem arrastados e , apunhalados com paus , com pregos .


Joaquim - jsfito@gmail.com

No site do Grupo pela Abolição do Especismo, há um modelo de envio de e-mail para o prefeito e cumprimentos à RBS pela matéria. O site é gaepoa.org, digitado depois do www, claro.


Corrida de bois de canga será investigada pelo MP gaúcho - Ronaldo Bernardi / Agência RBS

Corrida de bois de canga será investigada pelo MP gaúcho