eleições 2008

 

 
3 de dezembro de 2021
 

Municípios do RS | 11/07/2008 | 00h31min

Justiça propõe acordo sobre tempo na propaganda eleitoral em Caxias

Representantes das chapas Frente Popular e Caxias para Todos participaram de reuniões no Fórum

Um dia após a Frente Popular (PT/PC do B/PMN/PSL) ingressar na Justiça Eleitoral com um pedido de igualdade de tempo na propaganda de rádio e TV, a juíza responsável pela 169ª zona eleitoral, Dulce Ana Gomes Oppitz, e o promotor eleitoral Luiz Carlos Prá propuseram um acordo entre as duas chapas.

Nesta quinta-feira, Dulce e Prá convocaram uma reunião no Fórum com os representantes da Frente Popular, do candidato a prefeito Pepe Vargas (PT), e da Caxias para Todos (PMDB/PDT/PTB/PP/PSDB/DEM/PSB/PV/PPS/
PHS/PR/PRB/PSC/PSDC), do prefeito José Ivo Sartori (PMDB), candidato à reeleição. A intenção da proposta é evitar transtornos para as duas chapas no decorrer da campanha por conta de diferentes decisões judiciais.

Dulce e Prá se reuniram com os representantes das duas chapas em momentos distintos porque o advogado Gerson Toigo, da Frente Popular, tinha uma audiência em Gramado no fim da tarde desta quinta.

Guerino Pisoni (PMDB), da Caxias Para Todos, foi o primeiro a ser recebido. De acordo com Toigo, a juíza propôs que as duas chapas entrem em consenso.

— A doutora Dulce e o promotor Prá propuseram que entremos num entendimento com a chapa adversária. Estamos à disposição, desde que haja alguma flexibilização do outro lado — relatou Toigo.

O advogado da Frente Popular acrescentou que a juíza informou que a decisão sobre o pedido da coligação de Pepe será divulgada na terça-feira. Guerino Pisoni nega que tenha sido chamado a alguma reunião com a juíza nesta quinta.

— Não fui chamado para audiência. Conversei com a juíza no corredor do fórum porque estava indo na Vara de Família ver um outro caso — declarou Pisoni.

Quanto à notificação que recebeu do Cartório Eleitoral na tarde desta quinta para se manifestar em relação ao pedido da Frente Popular, ele garante que a coligação irá emitir uma posição de contrariedade.

Segundo Pisoni, o documento será lido e avaliado pela equipe jurídica da coligação Caxias para Todos para ver a argumentação que será usada.

— Não li ainda o conteúdo do pedido, mas vamos responder. Temos 48 horas para fazer isso. Já convoquei o jurídico da coligação para verificarmos que linha vamos seguir — informou.

O cálculo prévio feito pelo Cartório Eleitoral com base no que estabelece a lei para primeiro turno reserva 21 minutos e seis segundos de propaganda em rádio e TV para Sartori e 8 minutos e 54 segundos para Pepe.

O requerimento da Frente Popular defende para turno único com só dois candidatos a igualdade de tempo, como ocorreria num segundo turno.

Como o tempo é definido

- A lei determina que um terço do tempo deve ser dividido igualmente entre os candidatos (isso permite 5 minutos para Sartori e 5 minutos para Pepe)

- O restante é dividido proporcionalmente conforme as vagas dos partidos eleitas para a Câmara Federal (isso permite 16 minutos e seis segundos para Sartori e 3 minutos e 54 segundos para Pepe)

Confira reportagem completa na edição do Pioneiro desta quinta-feira.

 

PIONEIRO

 

Comente esta matéria

Notícias Relacionadas

Confira no eleicoes2008.com.br outras notícias relacionadas com esta matéria

Grupo RBS

Dúvidas Freqüentes | Fale conosco | Anuncie - © 2000-2008 RBS Internet e Inovação - Todos os direitos reservados.