clicRBS
Nova busca - outros
 

eleições 2008

 

 
25 de fevereiro de 2020
 

DEM

Democratas - 25

História
O Democratas é o antigo Partido da Frente Liberal (PFL). Sua história começa em 1985, quando um grupo de dissidentes do PDS (ex-Arena) selou compromisso após a derrota da emenda constitucional que previa a volta das eleições diretas. O registro definitivo do PFL veio em 11 de setembro de 1986.


No governo de Fernando Henrique Cardoso (PSDB), de 1995 a 2002, o partido exerceu grande influência por ter como membro o vice-presidente Marco Maciel. Nesse período, a sigla assumiu Ministérios e a liderança no Congresso.


Em maio de 2001, o PFL sofreu um revés quando o ex-presidente do Senado Antônio Carlos Magalhães renunciou após o escândalo da violação do painel eletrônico. Outro choque ocorreu em 2002 quando a Polícia Federal encontrou R$ 1,3 milhão na empresa Lunus Participações, pertencente a Jorge Murad, marido da então pré-candidata à presidência Roseana Sarney.


Em 2007, como parte de um processo de "refundação" e modernização, o PFL fundiu-se com integrantes de outros partidos, mudou o programa, o nome e a sigla, optando pela denominação Democratas (DEM).


Nomes
O atual presidente do partido é o deputado Rodrigo Maia. Também são destaques da sigla o governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda e o senador Antonio Carlos Magalhães Neto.


Crescimento
Em 1986, o PFL elegeu o maior número de deputados estaduais de sua história: 231. Nos governos Fernando Collor e Fernando Henrique Cardoso, ocupou importantes cargos e deu sustentação política ao governo. Em 2000, a sigla elegeu 1.028 prefeitos e 9.648 vereadores. Quatro anos mais tarde, o partido alcançou 792 prefeituras e 6.462 cadeiras nos Legislativos municipais. Em 2006, foram eleitos um governador, 14 senadores, 58 deputados federais e 113 deputados estaduais.


 
Grupo RBS

Dúvidas Freqüentes | Fale conosco | Anuncie - © 2000-2008 RBS Internet e Inovação - Todos os direitos reservados.