clicRBS
Nova busca - outros
 

eleições 2008

 

 
12 de dezembro de 2018
 

| 04/05/2008 | 19h22min

Itumbiara surpreende Goiás e conquista título Goiano

Time do técnico PC Gusmão venceu por 3 a 0 em pleno Serra Dourada

Nem Vila Nova, nem CRAC, nem Atlético-GO. Nem Anapolina, Anápolis, Goiânia ou sequer Goiás. O campeão goiano de 2008 é o surpreendente Itumbiara, dirigido pelo técnico Paulo César Gusmão. O Gigante da Fronteira precisava de um empate neste domingo contra o Goiás para conquistar o inédito título estadual, mas conseguiu uma vitória por 3 a 0 sobre o Esmeraldino em pleno Serra Dourada e assegurou a mais importante conquista de seus 38 anos.

Montado com jogadores rodados no cenário nacional, como Sérgio, Caíco, Landu e Basílio, o Itumbiara coroou sua boa campanha no Goiano com uma atuação defensiva durante toda a partida. Mesmo assim, com contra-ataques bem armados pelo veloz Caíco, o Tricolor resolveu a partida e o campeonato a seu favor ainda no primeiro tempo, quando marcou dois gols. O Goiás pressionou, mas não conseguiu converter suas muitas tentativas – uma delas, em uma penalidade.

Precisando da vitória a qualquer preço, o Esmeraldino começou a partida pressionando e tomando conta das ações, mas sofrendo com os contra-ataques do surpreendente Itumbiara. Logo aos quatro minutos, o próprio Caíco disparou e tocou para Basílio, que cruzou por cima do goleiro Harlei para que o atacante Landu abrisse o placar. Surpresa no Serra Dourada.

Surpresa esta que poderia acabar logo aos dez minutos, se Schwenk não cobrasse na trave o pênalti que ele mesmo havia sofrido. Paulo Baier também desperdiçou chance dentro da área após driblar a zaga aos 12. Pior: o Itumbiara ainda ampliou aos 15 minutos com o veterano Basílio, que fez seu sétimo gol no Campeonato Goiano em novo contra-ataque.

A insistência esmeraldina quase dá frutos aos 30 minutos, em cobrança de escanteio. Com o goleiro Sérgio, ex-Palmeiras, batido no lance, Schwenk tenta cabecear para o gol, mas o zagueiro Henrique tira em cima da linha. Ramalho, quatro minutos mais tarde, recebe na boca do gol, mas Sérgio intervém novamente e manda para escanteio.

O ex-palmeirense defendeu dois chutes venenosos no duelo particular com Paulo Baier aos 36 e aos 38, dando rebote que Henrique afastou no primeiro e defendendo falta no segundo. Schwenk colocou outra bola na trave aos 44, desta vez em cabeceio resultante de cruzamento de Baier. O árbitro André Luiz Castro, porém, já marcava falta de ataque.

Após o intervalo, o Itumbiara tratou de acabar com o sonho esmeraldino de conquistar o 22º título goiano de sua história. Logo aos quatro, Basílio recebeu de Claudemir na área, passou sem dificuldades pela zaga e bateu, fazendo 3 a 0. Nas arquibancadas, a torcida do Goiás se dividia entre deixar o estádio e protestar contra o presidente Raimundo Queiroz. Em campo, a zaga se desdobrava para cortar o cruzamento de Basílio aos sete.

Os verdes tentavam responder com Paulo Baier, cobrando falta aos nove, e Júlio César, que cruza errado na linha de fundo aos dez. O Itumbiara, porém, volta a assustar com Landu aos 13, em bela jogada de Basílio com Claudemir. O ex-atacante do Remo ainda caiu na área aos 18 minutos, mas a arbitragem não deu o pênalti. No entanto, os comandados de Caio Júnior estavam decididos a marcar, e quase conseguiram em nova falta cobrada pelo camisa dez. Sérgio, porém, colocou para escanteio aos 24 minutos.

Acomodado em campo, com o título assegurado, o Itumbiara abdicou dos ataques e permitiu os avanços dos Goiás. Sérgio, atrás, garantia o zero cortando o cruzamento de Ramalho aos 30 e vendo Amaral bater para fora aos 34. O próprio Amaral parou Landu com falta sem bola um minuto depois e foi expulso. Irritada, a torcida pedia o nome de Rodrigo Calaça no lugar do goleiro Harlei. Nervoso, o Goiás deixava o futebol de lado e abusava das faltas no Serra Dourada.

Nos minutos finais, o Gigante do Vale tocou a bola e quase conseguiu um pênalti, em falta que Claudemir sofreu no limite da área e que não foi aproveitada.Era a última chance do jogo e a confirmação do título do Itumbiara, que ainda deve ser confirmado nos tribunais, já que o Goiás promete dar trabalho na Justiça.

 

GAZETA PRESS

 

Mais Notícias

Grupo RBS

Dúvidas Freqüentes | Fale conosco | Anuncie - © 2000-2008 RBS Internet e Inovação - Todos os direitos reservados.