clicRBS
Nova busca - outros
 

eleições 2008

 

 
21 de maio de 2022
 

Eleições 2008 | 01/07/2008 | 17h52min

Presidente do STF diz que divulgar "ficha suja" é populismo

AMB anunciou que vai divulgar candidatos com pendências judiciais

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, criticou nesta terça-feira a iniciativa de reunir em listas o nome de candidatos com “ficha suja” - que respondem a processos criminais. Em entrevista coletiva na sede do Supremo, o ministro disse que a prática pode gerar “graves injustiças”.


Sem citar nomes, Gilmar Mendes deu a entender que considera “populismo” a reunião de nomes de candidatos com pendências judiciais.


– Tenho horror a populismo, muito mais populismo de índole judicial. Não me animo a ficar fazendo esse tipo de listas porque tenho medo de cometer graves injustiças. Uma injustiça que se cometa será suficiente para questionar esse tipo de procedimento – afirmou.


Recentemente, a Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) anunciou que vai divulgar, em seu site, a relação de candidatos com “ficha suja”. A entidade recorreu ao Supremo contra a Lei das Inelegibilidades e o recente entendimento do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de que um candidato só pode ser barrado se tiver sido condenado em decisão final, sem direito a recurso.


O presidente do Supremo lembrou ainda que há uma discussão no Congresso sobre a questão e ressaltou, também, a decisão do TSE.


– Não vejo com entusiasmo essa iniciativa por parte de órgãos judiciais. A comunidade que se organize, os partidos políticos façam a seleção [de candidatos], a imprensa que publique e assuma a responsabilidade. É um terreno sensível e se pode cometer graves injustiças – enfatizou Gimar Mendes.


As informações são do site G1.


 

 

Comentários

Marcelino A. Santos

Denuncie este comentário22/07/2008 14:16

TÃO NEFASTO COMO O POPULISMO, É O ELITISMO...


Al Bundy

Denuncie este comentário19/07/2008 11:48

Sr. Marco, a pessoa que quer se tornar "pública", deve arcar com certas conseqüencias, entre elas, a publicidade. E se você ler novamente a frase verás que eu escrevi "mesmo que só suspeito"...o "mesmo" indica que ele é suspeito de corrupção, não corrupto. E, além do mais, como não há pena perpétua no Brasil, depois de 8 anos o sujeito se candidata novamente. Você votaria nesse sujeito, acreditando na sua reabilitação?? Pensa bem, ele já cumpriu sua pena. Repetindo, o processo é público...cabô..

Wilson Dias, ABr / 

Presidente do STF, Gilmar Mendes deu a entender que considera “populismo” a reunião de nomes de candidatos com pendências judiciais.

Comente esta matéria

Mais Notícias

    Grupo RBS

    Dúvidas Freqüentes | Fale conosco | Anuncie - © 2000-2008 RBS Internet e Inovação - Todos os direitos reservados.