clicRBS
Nova busca - outros
 

Diário de Santa Maria

09/09/2011 | N° 2920AlertaVoltar para a edição de hoje

DECORAÇÃO

Em vez de lixo, belos enfeites

Peças para o Natal no Coração serão feitas com garrafas

Guirlandas, bolas e laços feitos a partir de garrafas PET. A ideia da prefeitura para a decoração do Natal do Coração de 2011 pretende deixar Santa Maria mais bonita, preservar o ambiente e, ainda, gerar trabalho e renda para a população. As oficinas para fabricação dos enfeites já começaram, e a coleta das garrafas plásticas está em andamento. As peças devem ser instaladas nas ruas centrais a partir do dia 18 de novembro.

O trabalho já movimenta um dos pavilhões do Estádio Presidente Vargas. O local foi cedido pelo clube para a prefeitura. Milhares de peças serão produzidas até o lançamento da programação, na segunda metade de novembro – as usadas no ano passado serão reaproveitadas. Para isso, a prefeitura conta com a ajuda da comunidade. Serão necessárias 300 mil garrafas. Até o momento, 15 mil foram recolhidas.

Para os interessados em ajudar, há pontos de coletas em 10 locais (veja quadro) e em todas as escolas das redes municipal e estadual de ensino da cidade. A Coca-Cola e a Colônia estão entre os colaboradores.

Para a produção, a prefeitura contratou a empresa de consultoria EcoDecor, de Foz do Iguaçu. A empresária Nelci Rafagnin Maran é quem coordena as oficinas e ensina os voluntários que quiserem ajudar a fazer os enfeites. Por enquanto, 40 pessoas já se cadastraram na prefeitura, mas o número de operários deve chegar a cem, com adesão de um grupo de terceira idade e de soldados do Exército. São homens e mulheres, jovens e adultos, que, ao final da empreitada, terão uma nova possibilidade de geração de renda. Denise de Oliveira, 55 anos, é artesã. Ela faz entalhe em vidros e ofereceu seus dotes em busca de novos conhecimentos:

– É a primeira vez que trabalho com PET. É uma oportunidade de trabalho para a gente.

Depois de prontas, as peças ganharão acabamentos em tecido, tinta e luzes, entre outros materiais. E as lições não param nas técnicas manuais. Os voluntários também aprendem sobre a importância da reciclagem:

– Ensinamos como transformar o lixo em arte. Estamos cumprindo nosso papel de cidadãos ao respeitar o meio ambiente.

O secretário adjunto de Turismo, Rafael Ruviaro, reforça a finalidade da iniciativa:

– Vamos usar o descarte para deixar a cidade mais bonita.

Quem quiser participar das oficinas como voluntário pode procurar a fábrica no pavilhão do Estádio Presidente Vargas, cujo acesso é pela Rua Coronel Niederauer, preferencialmente das 13h30min às 18h.

lizie.antonello@diariosm.com.br

LIZIE ANTONELLO

Grupo RBSDúvidas Frequentes| Fale Conosco | Anuncie - © 2000-2014 RBS Internet e Inovação - Todos os direitos reservados.